domingo, 7 de junho de 2009



Para quem? Para mim!
para quem para quem para quem?
para mim para mim!
para quedas? para sim!
para valentine, para Valentin,
John Coltrane, Chet Baker e jazzmim.
Caymi e Tom Jobim.
Para saber-se assim, colibri,
Afrodite, Sissi, Circe e Serafim.
Será sempre sem fim.
Sempre sem fim
filmo, fisgo falso. Cupido de festim.

(03 de junho, Odeon, boa música, e afetos bêbados para quem quer e busca)

::pinturas de René Magritte::

Um comentário:

Benedyct disse...

Odeio poesia, porque normalmente são falsas poesias e falsos poetas, neste caso, amei. Com certeza autores genuínos inspirados por bacantes.
Bela e leve literatura, como brisa de mar e dia claro e frio, pra começar o dia, leve e musical.
Bejos, Benedyct